Nota Fiscal Eletrônica de Prestação de Serviço

Antes de falarmos da Nota Fiscal Eletrônica de Prestação de Serviço, saiba que o repasse de impostos para o governo depende da emissão de uma nota fiscal. É importante que o cliente sempre exija do estabelecimento o fornecimento, não apenas para a sua segurança, mas porque é de direito.

A tecnologia vem mudando muitas coisas, e hoje, muitas lojas dão preferência pelo documento de existência digital. Ele é emitido e armazenado eletronicamente, trazendo para todos uma série de benefícios.

Ainda há muitos estabelecimentos que utilizam o modelo atual, com a impressão do documento é feita em papel, mas a Nf-e se mostra mais eficiente, pois possibilita uma melhora na fiscalização de impostos tributado sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços, o ICMS, por exemplo. Abaixo listamos algumas de suas vantagens:

publicidade:
  • Custos menores em relação a aquisição de papel;
  • Reduz o número de obrigações acessórias, tal como a dispensa da autorização para impressão de documentos fiscais (AIDF);
  • Reduz o tempo de parada de caminhões em Postos Fiscais de Fronteira;
  • Incentivo a uso de relacionamentos eletrônicos com clientes (business-to-consumer);
  • Evita que o impacto ambiental seja ainda mais relevante;
  • Possibilita uma redução de custos sobre o documento fiscal;
  • Desconto no imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana (IPTU);
  • Redução de Custo do ICMS.
  • Redução de custos na questão da armazenagem de documentos fiscais;Nota Fiscal Eletrônica de Prestação de Serviço

Para emitir a Nota Fiscal Eletrônica de Prestação de Serviço, você precisará do software oferecido pelo Governo do Estado de São Paulo. O download pode ser feito no próprio site da Nf-e. Os documentos gerados por ele podem ter validade jurídica e podem ser utilizado em substituição ao tradicional modelo 1 ou 1A, que são muito comuns em operações com mercadorias entre empresas.

Como utilizar o software de impressão de Nf-e?

Antes de mais nada, o usuário também deve atender alguns critérios básicos, são eles:

– Possuir a versão atualizada e indicada do JAVA em seu computador;

– Acesso à internet;

– Dispor do certificado Digital conforme indicado pelo ICP-Brasil – tipos A1 ou A3

– Realizar a solicitação de credenciamento prévia na SEFAZ/SP. Ela pode ser feita através das opções “Credenciamento” no site, conforme as instruções:

Informe os seus dados no campo “usuário” e “senha” utilizados para acessar o Posto Fiscal Eletrônico (PFE). Feito isso, será necessário a indicação do estabelecimento credenciado para realizar a emissão da NF-e, são necessários também os dados para contato das pessoas e empresa responsável que fará a emissão da NF-e.

Preencha-os conforme o solicitado e para avançar, clique sobre a opção “Processar”. Ao concluir os procedimentos anteriores, já é possível enviar NF-e no ambiente de testes / homologação da SEFAZ/SP através do “Emissor de NF-e – versão de testes” ou com o aplicativo próprio.

Quem deseja fazer a emissão da  Nf-e que contenha a validade jurídica, cujo documento pode ser utilizado em substituição ao Modelo 1 ou 1-A, a solicitação de credenciamento se faz necessária. Neste caso, você pode optar pelo “Emissor de NF-e com validade jurídica”, disponibilizado pela SEFAZ/SP, ou aplicativo próprio.

Nota Fiscal Eletrônica de Prestação de Serviço Online

Clique sobre o símbolo da Nota Fiscal Eletrônica. Será exibida uma mensagem de atualização automática do sistema, quem estiver conectado à internet, deve selecionar a opção “OK”, mas se estiver offline, clique sobre “Cancel”.

Selecione a opção “run” e inicie o cadastramento de dados do emitente ou escolha por algum que já esteja cadastrado e digite uma nova Nota Fiscal Eletrônica. O software aceita a importação de dados de uma nota fiscal em txt ou xml.

Verifique e faça a correção de todos os erros indicados pelo sistema e assinatura digital da Nota Fiscal Eletrônica com o certificado dos tipos A1 ou A3 no padrão ICP Brasil.

Ao concluir, ela deve ser enviada para o endereço eletrônico da Secretaria da Fazenda. Verifique se Nota Fiscal Eletrônica foi autorizada. Se estiver tudo correto, você poderá fazer a impressão do Documento Auxiliar – DANFE.

Agora que você já sabe como fazer o seu cadastro e emissão, experimente o novo sistema e comprove a sua eficiência.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Nota Fiscal Eletrônica de Prestação de Serviço
publicidade: